Páginas

Um retorno aos meus silêncios... nem tão verdes agora!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Calorosamente

CALOROSAMENTE

C orpos quentes, num
A braço ardente,
L ibertário das almas...
O mormaço interior é o
R egistro aparente,
O rgasmático e indolor, que
S imboliza a vida.
A mor só é pura verdade,
M ilagrosa afetividade, quando
E ncontra no bom coração
N a beleza de um beijo, um
T oque de mão, o
E ncantado desejo.

Dhenova - maio/2009