Páginas

Um retorno aos meus silêncios... nem tão verdes agora!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Apenas partes de mim

Apenas partes de mim

A penas partes de mim
P artículas espalhadas
E m suaves círculos
N a madrugada
A lcançam o chão
S em delírio

P artes tão pequenas
A garram-se ao solo
R esgatam o sorriso
T ocam o abismo
E sparramadas, as partes
S ervem de base, líquidas

D estino tranquilo
E ncontram as outras

M arcam a passagem
I ndicam o caminho
M inha última viagem.

Dhênova
2/1/2010