Páginas

Um retorno aos meus silêncios... nem tão verdes agora!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A mulher e o espelho

A mulher e o espelho

Rasgada ao meio
arrancada
Quebrada
a alquimia

de um lado, mentira
de outro, maldade
no meio, inocência
lá fora, verdade

Riscada com lápis
brilha o diamante
a folha bem leve
divide-se em duas

Revelado o coração
Partido em cacos
pedaços de vidro
esparramados

de um lado, solidão 
de outro, magia
no meio, ilusão
lá fora, a sina.

Dêh